Como o Google pode ajudar a aumentar as vendas do seu e-commerce?

Quatro maneiras de aumentar as vendas do seu e-commerce utilizando o Google

Embora existam muitas maneiras de os varejistas aumentarem suas vendas, as opções oferecidas pelo Google se tornaram uma das mais populares nos últimos anos. Com o crescimento rápido e constante do comércio eletrônico, não é surpresa que o Google seja um dos principais canais de compras usados pelos consumidores. 

Se você sabe que sua empresa tem espaço para expandir, não há forma melhor para começar esse crescimento do que com o Google. Sendo assim, confira como ele pode ajudar a aumentar as vendas do seu e-commerce. 

Quatro formas de aumentar as vendas do seu e-commerce utilizando o Google

Os anos de 2020 e 2021 foram muito importantes para as vendas online. O aumento repentino de demanda pegou muitos lojistas de surpresa, que viram suas vendas subirem rapidamente. Assim, o ecossistema do e-commerce cresceu e mostrou um ótimo potencial para muitos empreendedores.

Confira, a seguir, quatro aplicações do Google que podem ajudar a aumentar o faturamento do seu e-commerce.

LEIA TAMBÉM: Como encontrar os melhores afiliados para vender seus produtos

1. Google Shopping Feed

O Google Shopping Feed é como você comunica o inventário da sua empresa de varejo ao Google. A plataforma é alimentada pelo Google Ads e pelo Google Merchant Center (GMC). O primeiro é o que você usa para executar suas campanhas de compras, já o segundo é onde seu feed real está hospedado.

Após criar seu feed do Google Shopping, basta carregá-lo no Google e mantê-lo regularmente.

Depois disso, o trabalho pesado está feito, e você pode se concentrar em ajustar outros recursos de suas campanhas (por exemplo, preço de lance, imagens etc.) para ajudar a melhorar suas vendas. 

Mas atenção: um simples erro ao inserir as informações do seu inventário pode prejudicar suas vendas ou até mesmo fazer com que o Google rejeite todo o seu feed. O risco de erro humano é uma das razões pelas quais a maioria das empresas não insere esses dados manualmente.

2. Ações do Google Shopping

Indiscutivelmente, uma das novas adições mais interessantes ao mundo do comércio eletrônico do Google é o Google Shopping. Essa plataforma torna extremamente fácil para os varejistas posicionarem seu inventário em várias plataformas: Google Express, Pesquisa do Google e Google Assistant.

Os clientes também têm uma experiência semelhante. Eles recebem um carrinho de compras universal, uma lista compartilhável e um checkout instantâneo que salva suas informações de pagamento. 

Isso torna as compras muito mais convenientes para eles, além de ser ótimo para os varejistas, que podem perder clientes quando eles mudam de uma plataforma para outra.

Outra maneira interessante de ser encontrado pelos clientes é pelo Google Assistant. Com a popularidade e ascensão das pesquisas por voz e nenhum sinal de reversão dessa tendência –, essa oportunidade está rapidamente se tornando o padrão que os varejistas precisam adotar.

3. Google Manufacturer Center

Os fabricantes sabem que vender seus produtos on-line não é tão simples. A verdade é que, uma vez que os produtos são entregues ao varejista, muita coisa pode dar errado quando se trata de informações sobre a mercadoria. Qualquer informação falsa, mesmo que fornecida de forma não intencional, pode afetar a exposição e as vendas. Isso não prejudica apenas os varejistas, mas os fabricantes também.

Felizmente, o Google Manufacturer Center oferece aos fabricantes a oportunidade de passar ao Google informações sobre tudo, como títulos dos produtos, descrições, dimensões e muito mais. Ao fazer isso, o gigante de busca pode verificar qualquer informação fornecida por um vendedor.

É claro que mais informações também são úteis para o cliente, o que significa que esse esforço pode direcionar mais tráfego para os vendedores que estão comercializando os produtos dos fabricantes. Isso pode levar a melhores taxas de conversão e retornar insights acionáveis ​​sobre cada detalhe fornecido pelo fabricante.

4. Anúncios de inventário local do Google

As pessoas ainda visitam lojas físicas, mas a interação mudou significativamente na era digital. É por isso que as empresas físicas devem aproveitar ao máximo os anúncios que utilizam o inventário local do Google.

Esses anúncios oferecem a oportunidade de colocar o inventário on-line onde os compradores têm maior probabilidade de vê-lo  na parte superior dos resultados de pesquisa do Google.

Entre outras razões para usar os anúncios de inventário local do Google, uma grande vantagem é que ele nivela o “campo de jogo” entre empresas mais novas ou menores e seus concorrentes maiores e mais estabelecidos. 

Seu varejista local pode não conseguir pagar uma localização física privilegiada que recebe muito tráfego de pedestres, o que significa perder vendas para concorrentes que conseguem. Em vez disso, você pode competir pelo tráfego online, tornando muito mais fácil aumentar suas vendas sem gastar muito.

LEIA TAMBÉM: 5 métricas essenciais de marketing digital para o seu negócio

Se você é um empreendedor e está em busca de uma contabilidade especializada no seu segmento, entre em contato com a nossa equipe e descubra todas as vantagens para o seu negócio!

Deixe seu comentário