Como fazer contabilidade de prestador de serviços?

A contabilidade de prestador de serviços é essencial para ter sucesso

Normalmente, a contabilidade de prestador de serviços é comumente negligenciada por esses profissionais. Trabalhadores como advogados, publicitários, cozinheiros, encanadores, montadores de móveis, eletricistas, cabeleireiros, manicures e freelancers costumam trabalhar como Pessoa Jurídica para uma série de clientes, alguns deles também sendo Pessoas Jurídicas. Essa atuação profissional faz com que seja necessário cumprir alguns requisitos contábeis para que não haja problema no futuro.

No entanto, como a vida de um profissional autônomo tende a ser muito corrida, com longas horas de trabalho e pouco espaço para parar e planejar seu curso de ação, normalmente a contabilidade acaba ficando em segundo plano. As consequências disso, entretanto, são bem sérias, incluindo multas e outras perdas financeiras significativas, o que pode pesar bastante para um profissional liberal.

Quer saber como fazer contabilidade de prestador de serviços de maneira simples e eficaz? Então siga a leitura abaixo e não pague mais nenhuma multa na sua vida profissional!

5 pontos de contabilidade de prestador de serviços a ter em mente

1. Formalizar ou não?

Uma das principais dúvidas que os prestadores de serviço precisam solucionar é se devem ou não formalizar a sua atuação profissional. Na vasta maioria dos casos, a formalização é a melhor opção. Isso porque, além de dar mais segurança jurídica e acesso a condições especiais (contas para empresa, linhas de crédito e mais), a carga tributária é menor quando se tem um CNPJ.

Por exemplo, a alíquota de Imposto de Renda de uma Pessoa Física pode ir até 27,5% quando se ganha mais de R$4.664,60, com mais 20% de pagamento de INSS. Já nos principais regimes tributários para prestadores de serviço, a carga tributária é bem menor, variando entre 6% e 16,33%, dependendo do regime tributário, do faturamento e da atividade exercida.

E por falar nisso…

2. Qual é o seu regime tributário?

Existem basicamente 2 opções de regimes tributários para os prestadores de serviço: o Lucro Presumido e o Simples Nacional. Outros regimes, como o MEI ou o Lucro Real, não são tão interessantes ou sequer permitem que muitos prestadores de serviços possam declarar seus ganhos por eles.

O Simples Nacional tem uma carga tributária que vai de 6% a 15,50%, dependendo da atividade praticada e do faturamento da Pessoa Jurídica. Já no Lucro Presumido, a carga varia de 13,33% a 16,33%, dependendo de alguns fatores. Por isso, é importante analisar bem todas as condições para poder escolher a configuração com a menor carga tributária para o seu negócio. Além disso, é importante ter em mente que existem certas condições disponíveis apenas para empresas do Simples Nacional ou do Lucro Presumido. Portanto, é essencial fazer um balanço de todas as opções e verificar qual é a mais vantajosa para você.

3. Quais são as suas obrigações?

Dependendo da sua área de atuação, do perfil dos seus clientes e do seu regime tributário, você terá um conjunto de obrigações tributárias a cumprir. Elas vão desde a emissão de notas fiscais para os clientes até a produção de uma folha de pagamento, caso você tenha funcionários.

É essencial listar todas essas obrigações em um papel, informando a periodicidade de cada uma delas, suas datas e valores, para que você não esqueça nunca quando precisa providenciar cada documento ou cada medida para o seu negócio continuar em atividade.

4. Qual é a sua rotina de trabalho?

Por fim, será necessário incorporar todas aquelas obrigações e processos dentro da sua rotina de trabalho, o que pode ser um desafio, especialmente se você tem uma rotina cheia de compromissos. 

Veja quais são as melhores horas da sua semana para poder lidar com cada detalhe exigido e monte uma agenda semanal, uma mensal e outra semestral de todos os seus compromissos para que você não deixe passar nenhuma data importante.

5. Vale a pena contratar um serviço de contabilidade?

Muitos prestadores de serviço partem do princípio que, como trabalham majoritariamente sozinho ou, no máximo, possuem poucos colaboradores, então eles não precisam de um serviço de contabilidade para cuidar dessa área. Afinal, a “demanda” não justifica esse serviço, não é mesmo? Na verdade, não. Para um prestador de serviços, especialmente alguém que trabalha sozinho, ter o apoio de um bom escritório de contabilidade é vital para a sua segurança financeira e seu crescimento profissional.

Na verdade, é importante levantar um ponto muito relevante sobre o assunto: com a exceção das MEI, todos os outros tipos de empresas precisam contratar um serviço de contabilidade. Somente um contador com CRC ativo pode entregar e assinar declarações obrigatórias junto ao fisco.

Ou seja, você já terá de contratar um contador de qualquer forma. Mais vale a pena pegar um pacote de serviços que traga mais valor para você e seu negócio, não é mesmo?

O serviço de um escritório de contabilidade ajuda a configurar a sua atuação profissional da maneira mais otimizada possível. Assim, você pagará menos impostos, terá menos problemas e menos obrigações jurídicas. Além disso, o apoio de um time especializado na sua área traz dois grandes benefícios: o fato de que você nunca esquecerá ou deixará de cumprir alguma obrigação específica da sua área e a facilidade de lidar com as suas finanças.

Mas se você ainda não se decidiu, saiba que existe outra vantagem significativa em ter o apoio de um escritório contábil: o tempo ganho. Vamos supor, por exemplo, que você gaste 2 horas por semana para lidar com suas obrigações contábeis. No ano, você vai gastar 104 horas com esses compromissos. Essas 104 horas (ou quase 4 dias e meio) poderiam ser melhor usadas prospectando novos clientes, aprimorando-se na sua área ou atendendo mais consumidores. Supondo que você transformasse essas horas em trabalho. Com uma hora ao redor de R$100,00, por exemplo, você poderia ganhar R$10.400,00 a mais em um ano ao aproveitar esse tempo economizado para trabalhar.

E aí, ficou claro que é importante contratar um escritório especializado em contabilidade de prestador de serviços para ajudar o seu empreendimento a ter melhores resultados, não é mesmo? Então entre em contato com o nosso time para saber como podemos ajudar o seu negócio a prosperar!

Deixe seu comentário

WhatsApp chat