Abertura de clínicas médicas: como começar

Descubra como fazer a abertura de clínicas médicas

Para quem acabou de se formar e quer começar uma carreira no setor de saúde, é importante aprender como fazer a abertura de clínicas médicas. Afinal, um dos caminhos mais desejados por profissionais de saúde é ter a própria clínica para atender os pacientes.

No entanto, não é fácil assumir a tarefa de abrir sua própria empresa. Além da dificuldade burocrática padrão no Brasil, o setor de saúde ainda exige uma série de regulamentações específicas para manter a segurança dos profissionais e pacientes.

Por esse motivo, é comum sentir um pouco de pressão e estagnação quando se busca fazer a abertura de clínicas médicas. Há maneira de facilitar essa situação? Sim, há! Para saber como abrir seu negócio de maneira mais fácil, siga a leitura do artigo até o final.

Estabeleça o investimento para abertura de clínicas médicas

O primeiro passo para a abertura de qualquer empresa, seja uma clínica médica, seja uma academia, é definir qual o valor necessário para realizar esse investimento. Afinal, se não sabemos quanto vamos gastar, podemos acabar afundados em dívidas.

A avaliação do capital necessário para o negócio é o primeiro passo para definir a viabilidade do projeto. Para isso, você terá de pesquisar os preços de todas as máquinas necessárias para a atuação profissional, de insumos médicos, salários de funcionários, seu pró-labore e outras despesas regulares da clínica.

Dependendo do valor obtido, pode ser interessante buscar maneiras de financiar a abertura de clínicas médicas. Existem algumas alternativas, como por exemplo:

  • empréstimos a baixo custo em bancos de fomento ao desenvolvimento;
  • sociedade com colegas médicos para dividir os custos da clínica.

Defina a localização da sua clínica médica

Um dos grandes dilemas da abertura de clínicas médicas é definir qual o melhor lugar possível para instalar o empreendimento e poder atender o público de maneira adequada.

Para determinar a localização ideal da clínica, é preciso levar em conta uma série de fatores. O primeiro deles, claro, é os requisitos mínimos exigidos pela legislação. Para isso, é necessário consultar a prefeitura local para verificar quais áreas têm zoneamento compatível com a atuação médica, além de checar os requisitos de segurança com o Corpo de Bombeiros.

Depois disso, é importante escolher um local que seja de fácil acesso para o seu público-alvo. Cada atuação médica tem um público-alvo com diferentes necessidades e, por isso, é interessante facilitar a chegada dessas pessoas à clínica. Seu público usa transporte público, por exemplo? Se sim, é interessante abrir a clínica perto de uma estação do metrô ou ponto de ônibus.

Por fim, garanta que o local escolhido para a clínica tenha um aluguel (ou valor total, caso decida comprar) que fique dentro do orçamento mensal previsto no passo anterior.

Contrate máquinas e funcionários necessários para o trabalho

Com o local estabelecido, é hora de garantir que toda a estrutura física para a abertura de clínicas médicas esteja em perfeitas condições. Isso significa lidar com três fatores:

  • reformar o espaço, caso necessário;
  • comprar as máquinas essenciais para o trabalho;
  • contratar funcionários necessários.

O espaço deverá ser reformado apenas se for preciso para o trabalho. Esse passo não é tecnicamente necessário para abrir a clínica, mas é importante para criar uma boa imagem do lugar.

Já a aquisição de máquinas é absolutamente necessária. O valor delas deve estar no investimento inicial previsto no planejamento de abertura da clínica.

A quantidade de máquinas vai depender, evidentemente, do tipo de atividade desenvolvida. Para um dentista, por exemplo, isso inclui a cadeira de dentista e toda a instrumentação para atender os clientes. Já para um cirurgião, a clínica serve apenas para atender os pacientes e os equipamentos de cirurgia ficam com os hospitais conveniados onde as cirurgias serão realizadas.

Por fim, o número de funcionários contratados para a clínica dependerá, obviamente, do tamanho dela e a perspectiva de funcionamento. Por exemplo, se houver sociedade com 1 ou mais colegas de trabalho, talvez seja necessário contratar mais colaboradores administrativos para organizar o atendimento aos pacientes e cuidar da agenda dos profissionais.

Contrate ajuda contábil para abertura de clínicas médicas

Como pode ver, a abertura de clínicas médicas é uma tarefa complicada. E isso porque nós só abordamos a parte superficial do assunto. Quem é de São Paulo, por exemplo, precisa de um SAT fiscal para atender o público, dependendo do nível de faturamento estimado. Como achar esse equipamento e configurá-lo adequadamente?

Além disso, existem vários outros cuidados contábeis para lidar na abertura de uma clínica médica, como escolher o regime tributário correto, cumprir todos os trâmites e obrigações jurídicas.

Diante disso, vale a pena contratar uma contabilidade para médicos de modo a obter ajuda, não só na hora de abrir a clínica como também para gerenciá-la e garantir que ela será lucrativa.

Ufa, quanta coisa precisamos ter em mente ao fazer a abertura de clínicas médicas, não é mesmo? Se você tem o sonho de ter sua própria clínica, mas acha que todo esse procedimento é complicado demais, entre em contato com a gente e saiba como podemos ajudá-lo a transformar o seu sonho em realidade!

Deixe seu comentário