É possível reduzir custos com a folha de pagamento da sua empresa?

Qualquer tipo de empresa se preocupa em reduzir custos com a folha de pagamento. Seja uma hamburgueria, pet shop ou uma multinacional de tecnologia: todas querem pagar menos nos compromissos patronais.

Para muitos, a redução da folha de pagamento vem pela demissão de funcionários. Todavia isso não é o mais recomendado, pois significa perder força de trabalho e capacidade de produção.

Mas existe outra maneira de reduzir custos com a folha de pagamento? Existe sim. Antes de demitir colaboradores e perder força produtiva, confira nossas dicas a seguir.

Você precisa mesmo reduzir custos com a folha de pagamento?

O primeiro passo para reduzir custos em geral na sua empresa, é se perguntar se a sua folha de pagamento é realmente um problema.

É claro que sempre buscamos diminuir os gastos para deixar a empresa mais enxuta possível, mas, como já mencionado, a folha de pagamento é um custo relacionado com a capacidade produtiva da empresa. Só deve ser alterada em caso de real necessidade.

Analisando melhor, talvez existam outros gastos que possam ser reduzidos antes de mexer na folha de pagamento.

O ideal é que a sua folha ocupe uma porcentagem de 30% a 40% dos gastos totais da sua empresa. Se está nessa faixa, tente olhar outras áreas para cortar gastos. Se está acima disso, então siga para as próximas dicas.

Otimize a jornada de trabalho da sua empresa

Quando olhamos para uma folha de pagamento excessiva, a razão mais comum para o alto gasto está no mau aproveitamento da força produtiva da empresa.

Suponha que o padrão do setor de hamburguerias é que um chapeiro frite 50 hamburgers por hora, por exemplo.

No entanto, os dois chapeiros da Hamburgueria X fritam 25 por hora.

Há um claro mau aproveitamento da força produtiva deles, já que eles deveriam estar produzindo o dobro.

Se a empresa conseguir organizar a jornada de trabalho desses profissionais, poderá diminuir a quantidade de horas trabalhadas e manter a mesma produção de antes.

Para conseguir isso, a empresa tem duas alternativas:

– A primeira é criar um método de trabalho organizado que facilite a produtividade desses funcionários, fazendo com que eles levem menos tempo para produzir (portanto, trabalhando menos horas);

– Já a segunda solução é investir em equipamentos que ampliem a produtividade dos funcionários.

Crie um banco de horas para reduzir gastos

Em muitas empresas, especialmente aquelas com metodologia de trabalho mais desorganizada, um elemento que contribui para o aumento do custo da folha de pagamento são as horas extras.

Por conta dessa metodologia, muitas empresas acabam precisando que seus colaboradores façam mais horas do que o necessário. Assim, o custo com as horas extras sobem.

Uma boa solução para resolver essa questão é criar um banco de horas para os funcionários. Em vez de pagar por 80 horas extras, por exemplo, a empresa pode se dar ao luxo de dar 10 dias de folga para esse funcionário.

Isso reduz os custos e, de quebra, deixará os funcionários ainda mais motivados, pois poderão emendar alguns feriados.

Opte pelo regime tributário que seja mais adequado a sua empresa

Esse é um “segredo” contábil que poucas empresas sabem. Normalmente, só levam em conta as alíquotas de impostos cobrados pelo faturamento ao considerarem qual o melhor regime tributário a ser adotado.

Porém, o regime tributário também influencia no valor a ser pago na folha de pagamento, sabia?

Pois é! Uma empresa com faturamento X e que opte pelo Simples Nacional, terá de pagar uma alíquota única, que já compreende os impostos patronais.

Por outro lado, uma empresa que opte pelo Lucro Real ou Lucro Presumido terá alíquotas específicas para os impostos patronais. Portanto, é interessante analisar as taxas em cada regime e ver como cada um poderá ajudá-lo a reduzir custos com a folha de pagamento.

Terceirize os trabalhos que não são essenciais para a empresa

Imagine uma fábrica de chocolates, por exemplo. Para funcionar, essa fábrica precisará:

  • de um núcleo administrativo com diretores, setor de Compras, Vendas, Marketing, Recursos Humanos;
  • de um núcleo de produção com operários, gerentes, controle de qualidade, pesquisa, desenvolvimento de novos produtos;
  • de um núcleo de manutenção com seguranças, equipe de limpeza.

Se a fábrica contratar cada um desses profissionais, terá um custo alto na sua folha de pagamento. Uma boa alternativa é terceirizar aqueles profissionais que não são essenciais para que a fábrica continue sua produção.

Por exemplo, o núcleo de manutenção pode ser todo terceirizado. Algumas funções administrativas, como o Marketing ou Contabilidade, também.

Assim, se é necessário perder alguns funcionários, então que sejam aqueles que podem ser terceirizados, para que, dessa forma, a empresa não perca força produtiva.

Como podemos observar, existem algumas boas maneiras de reduzir custos com a folha de pagamento sem precisar demitir funcionários ou optar por uma terceirização extrema, afetando até os trabalhadores da produção.

Com uma análise cuidadosa, é possível reduzir custos com a folha de pagamento e manter a empresa trabalhando e crescendo.

Se você ficou interessado, que tal conferir nossos serviços envolvendo a folha de pagamento e saber como podemos ajudar a sua empresa?

Deixe seu comentário