Como abrir uma loja virtual?

Imagem mostra empreendedoras depois de aprender como abrir uma loja virtual

Saber como abrir uma loja virtual pode ser um conhecimento muito valioso nesse momento. Afinal, vivemos um período de expansão do segmento de compras pela internet. Para se ter ideia, apenas no último ano, mais de 13 milhões de pessoas passaram a fazer compras online pela primeira vez, o que aumentou o faturamento do segmento em 41%. Nada mal, não é mesmo?

No entanto, existe um ponto que merece atenção: segundo pesquisa do Sebrae, 6 em cada 10 lojas virtuais fecham as portas em menos de 1 ano de atuação. Entre os muitos motivos para isso, está o fato desses negócios não iniciarem “do jeito certo”, por assim dizer. Por não ter uma boa estrutura, fica difícil o e-commerce se manter de pé no médio e longo prazo.

Quer saber como abrir uma loja virtual corretamente e ultrapassar essa barreira do primeiro ano? Então, siga a leitura do artigo abaixo para aprender tudo sobre o assunto!

Como abrir uma loja virtual em 5 passos

1. Monte o seu plano de negócios

O primeiro passo para abrir qualquer empresa, inclusive uma loja virtual, é montar um bom plano de negócios. Para isso, é vital responder algumas perguntas básicas, como: 

  • Quem é o seu público?
  • Quais são os seus produtos?
  • Como os seus produtos são úteis para seu público?
  • Qual é a identidade visual da sua loja?
  • Como você chegará aos seus potenciais clientes?
  • Quem são seus fornecedores?
  • Qual o custo da operação?

Como deu para perceber, o plano de negócios é uma espécie de formalização intelectual da sua empresa. Ali estará tudo que você precisa saber sobre a sua loja para ter sucesso. O documento funciona como se fosse um “mapa” para direcionar sua tomada de decisões.

2. Estabeleça a estrutura para a sua loja

Uma loja virtual precisa de uma estrutura específica para funcionar. Podemos resumir essa estrutura nos seguintes componentes:

  • servidor para hospedagem do site;
  • interface de compra para o usuário;
  • processamento de pagamento;
  • processamento de pedidos;
  • automatização para enviar o código de rastreio de pedido e nota fiscal ao cliente.

Essa estrutura básica pode ser toda sua, ou você pode “alugá-la” de um marketplace. No primeiro caso, você monta um site para a sua loja virtual, instala os plugins de segurança adequados, tira um Certificado Digital para emitir nota fiscal, contrata um sistema de pagamento e cria o sistema de gerenciamento de pedidos e automação de pós-venda.

Já no segundo caso, tudo isso está pronto dentro de um marketplace, e você só monta sua loja lá dentro, aproveitando a estrutura que já existe. A parte negativa disso é ter de se sujeitar às regras do marketplace, além de pagar uma comissão sobre cada venda feita.

3. Formalize a sua empresa

Depois de montar a estrutura da sua loja virtual, o próximo passo é formalizá-la. Isso é necessário para garantir maior segurança jurídica ao negócio, além de reduzir os impostos pagos pela atuação profissional.

Para registrar seu negócio, você precisará de alguns documentos. São eles:

  • Contrato Social;
  • Ficha de Cadastro Nacional;
  • Registro na Junta Comercial. 

Com essa documentação, o próximo passo é tirar seu NIRE (Número de Identificação do Registro da Empresa) e CNPJ para loja virtual. Durante esse processo, você precisará definir a estrutura jurídica da sua empresa (é uma EI? EIRELI? Outro tipo?) e o regime tributário pelo qual sua loja será tributada. Na maioria dos casos, a tributação será menor do que se você não tivesse empresa aberta e pagasse impostos de pessoa física pelo seu rendimento.

Caso o processo pareça muito complexo (e é mesmo!), o ideal é contar com o apoio de alguém especializado na área, como um contador para e-commerce. Nós falaremos sobre isso novamente no fim deste artigo, então siga a leitura!

4. Prepare-se para empreender na área

Enquanto sua loja virtual passa pelos trâmites burocráticos, aproveite para se preparar para empreender nessa área. Isso significa conhecer a legislação de vendas online, incluindo os direitos do consumidor nesse segmento.

Além disso, entenda também como administrar sua empresa, dominando conceitos como ponto de equilíbrio, margem de lucro e todas as responsabilidades que você terá a partir de agora.

5. Invista em uma estratégia de Marketing Digital

Por fim, não esqueça de estabelecer uma boa estratégia de Marketing Digital para criar um fluxo de clientes na sua loja online. No começo, será difícil ter muitos clientes. No entanto, aos poucos, seu negócio cresce e o número de pedidos por dia também.

Pronto! Agora que você já sabe como montar uma loja virtual, é hora de colocar esse planejamento em prática. Como deu para ver, a parte mais “complicada” do processo é a formalização da sua empresa, que exige alguns conhecimentos específicos e paciência para lidar com a burocracia. Se isso é um problema para você, aqui vai uma dica bônus que facilitará a sua vida: nós podemos ajudar!

A RR Soluções é um escritório de Contabilidade Digital moderno e especializado em empreendedorismo digital. Nós temos muita expertise em formalizar empresas que atuam no mercado online em diversas áreas. Por isso, podemos ajudar a sua loja virtual a sair do papel e se formalizar para ter mais chances de sucesso e poder aproveitar os benefícios fiscais dessa formalização.

E aí, precisa de ajuda para abrir a sua loja virtual? Então, entre em contato com a nossa equipe agora mesmo!

Deixe seu comentário

WhatsApp chat