O que fazer para manter as vendas durante a crise do coronavírus?

É possível manter as vendas durante o coronavírus?

Neste exato momento, milhares de empresas estão em reunião para saber como manter as vendas durante a crise do coronavírus. Afinal, a pandemia global deverá ter um impacto econômico gigantesco no país.

A economista Monica De Bolle, por exemplo, aposta que haverá recessão no país em 2020 por causa dos impactos econômicos do coronavírus.

Por isso, é importante que as empresas adotem uma estratégia para manter as vendas durante o período do coronavírus.

Mas como fazer isso? Confira algumas sugestões abaixo!

Organize sua produção para reduzir riscos e custos

Uma das principais preocupações em relação ao coronavírus é a disseminação da doença pela força de trabalho das empresas do país. 

Por exemplo, em grandes cidades como São Paulo ou Rio de Janeiro, há grande risco de contaminação pelo transporte público.

Por isso, é essencial que as empresas entendam como reorganizar as suas estruturas para conseguir continuar trabalhando e produzindo, mas minimizando os riscos de contágio.

Por exemplo, as empresas em que os funcionários podem trabalhar no regime de teletrabalho (também chamado de home office), deve optar por essa possibilidade uma vez que ela diminuirá o risco de contágio.

É importante ter em mente que a adaptação para o trabalho em casa leva algum tempo, mas com ferramentas adequadas é possível conseguir organizar o seu time.

No caso de setores da empresa que não podem trabalhar em casa, vale a pena avaliar se a situação deve ou não ser mantida. Se for o entendimento que não dá para conceder folga aos funcionários nesses dias iniciais da pandemia, estabeleça controles de higiene rígidos.

Alguns países que lidaram bem com o coronavírus, como a China, Hong Kong e Coréia do Sul, ensinam algumas táticas interessantes:

  • monitore a temperatura dos funcionários constantemente;
  • estabeleça ações de limpeza constante de máquinas e superfícies com álcool em gel ou multiuso;
  • coloque os funcionários para lavar as mãos com frequência para matar o vírus.

Explore novas opções para manter as vendas durante o coronavírus

Depois que você reorganizar a sua empresa para poder continuar trabalhando, mesmo em época de pandemia, é hora de entender como conseguir vender para o seu público.

Para isso, será necessário explorar novas ferramentas e caminhos de vendas do que os habitualmente usados.

Vamos ver a seguir algumas estratégias que podem ser usadas no mercado B2B e B2C!

Cold calls (B2B)

Para quem atua com outras empresas como clientes, as famosas ligações cold calls, aquelas em que o vendedor faz a prospecção sem ter feito um contato anterior, é uma excelente maneira de tentar driblar as dificuldades causadas pelo coronavírus.

No entanto, o uso do telefone como ferramenta para manter as vendas durante o coronavírus exigirá alguma adaptação do seu time comercial, que terá de montar uma nova abordagem e um script de vendas adequado para a situação.

O objetivo é ampliar o uso de ligações para poder tentar captar as empresas que terão maior movimento durante a pandemia, ou seja: fabricantes de álcool em gel e produtos de limpeza, produtores de comida e outros que estarão em maior demanda nesse período.

WhatsApp (B2B e B2C)

Você sabia que 76% dos brasileiros utilizam o WhatsApp para fazerem negócios? A ferramenta digital permite que seja possível se comunicar com centenas de pessoas de uma vez de qualquer lugar do mundo em poucos segundos.

Para as empresas, o WhatsApp é um poderoso canal de vendas para o seu negócio, permitindo que seu time comercial possa dar prosseguimento às negociações ou entrar em contato com alguns clientes em potencial, além de atender quem já faz negócios com você.

Aplicativos de entrega (B2C)

Você já pensou em atender o público via aplicativos de entrega? Para alguns determinados segmentos, como o setor de restaurantes, essa já é a realidade, até mesmo mais do que vendas presenciais.

No entanto, com a população praticando o isolamento social, uma boa estratégia pode ser usufruir da atual estrutura de entrega de produtos no mercado (montada por aplicativos como o iFood, Uber Eats e Rappi) para manter as vendas durante o período do coronavírus.

Praticamente TODOS os produtos podem ser vendidos nesse contexto, como roupas, games, filmes, livros, comida e muito mais.

Basta higienizar bem os produtos e os pacotes de entrega para diminuir os riscos de contaminação entre os clientes e entregadores.

Atendimento via Skype (B2C e B2B)

Alguns prestadores de serviço, como advogados, contadores, arquitetos, terapeutas e tantos outros, terão alguma dificuldade para praticar o distanciamento social necessário para evitar a contaminação pelo coronavírus.

No entanto, é possível corrigir essa situação ao usar ferramentas digitais como o Skype para fazer o atendimento aos seus clientes. Basicamente, a plataforma de conversa em vídeo permite que o atendimento seja feito normalmente, com pouquíssimo prejuízo. Isso garante que os negócios seguirão normalmente.

Invista em uma equipe de consultoria para mitigar os prejuízos

É fato que a conta do coronavírus será alta. Estima-se que pela primeira vez em anos a economia chinesa terá recessão e o resto do mundo deverá seguir o caminho em 2020.

Por isso, é essencial que as empresas saibam como operar de forma enxuta, com um bom planejamento financeiro. Só assim é possível mitigar os prejuízos.

Portanto, recomendamos contratar uma consultoria de contabilidade que ensinará como lidar com as perdas financeiras ocasionadas pela Covid-19 e como organizar o seu negócio para tirar o melhor da situação.

Precisa de ajuda para manter as vendas durante o período do coronavírus e não sofrer muito com a situação? Então entre em contato com a nossa equipe e saiba como a contabilidade pode ser útil nesse momento!

Deixe seu comentário

WhatsApp chat