O que é capital de giro e como usá-lo na sua empresa?

Entenda como o capital de giro pode ser útil para a sua empresa

Você sabia que 1 em cada 2 empresas que abrem as portas no Brasil acabam indo à falência em menos de 4 anos? E que pelo menos 3 das 6 principais razões para isso poderiam ser evitadas se os empresários soubessem o que é capital de giro e como usá-lo adequadamente?

Esse conhecimento é especialmente importante agora, com a crise do novo coronavírus. Com a diminuição do consumo (o Boletim Cielo revela uma queda de mais de 20% no varejo desde o começo dessa situação, mas essa queda chegou a ser mais de 80% em alguns segmentos), muitos negócios estão sofrendo para cumprir os seus compromissos.

No entanto, outros negócios, que entendem a importância do capital de giro, estão em melhores condições e podem aguentar até anos com as portas fechadas, como é o caso da Magazine Luiza.

Para chegar nesse nível, no entanto, você precisa entender o que é capital de giro e como usá-lo de maneira estratégica. Quer aprender isso? Então siga a leitura do artigo abaixo!

O que é capital de giro?

O capital de giro de uma empresa é o seu ativo circulante, que deve ser usado para arcar todos os custos, despesas fixas e variáveis do negócio. Na prática, esse montante é composto de todos os recursos financeiros que estão presentes com a empresa, incluindo aqueles que podem ser liquidados de maneira rápida e fácil.

Para ficar mais claro, citamos quais são os elementos que são considerados capital de giro de uma empresa:

  • recursos financeiros em estoque;
  • investimentos liquidáveis;
  • dinheiro em conta;
  • pagamentos a receber.

O capital de giro serve, portanto, como uma espécie de garantia que a empresa tem para poder tocar seu negócio sem a necessidade de primeiro receber dinheiro para poder pagar por seus compromissos.

Por exemplo, suponha que a sua empresa trabalha em um modelo de negócios que permite que os clientes parcelem as compras por conta própria, ou seja: você emite um boleto próprio para que o cliente faça os pagamentos mensais.

No entanto, apesar de não ter recebido todo o dinheiro agora, você precisa pagar os custos daquela produção. Para isso serve o capital de giro: uma espécie de “adiantamento” para que possa manter a empresa funcionando enquanto o dinheiro não está disponível.

Outro uso desse dinheiro é para momentos de sazonalidade (toda empresa tem um mês em que ela vende menos e pode não alcançar seu ponto de equilíbrio) ou crises como a do novo coronavírus.

Como conseguir capital de giro?

Apesar de toda a importância do capital de giro para a independência de uma empresa e sua capacidade de responder a crises, nem todos os negócios têm valores significativos em caixa nesse momento.

Por esse motivo, a crise do novo coronavírus tem colocado tantas empresas fora de negócio. Afinal, é preciso de dinheiro e liquidez para conseguir manter o funcionamento sem demitir funcionários durante esse período de isolamento.

Veja a seguir como conseguir manter um bom capital, usando estratégias para o momento imediato e para o longo prazo também.

1. Priorize a venda dos seus produtos de maior giro

Uma das principais maneiras de conseguir capital de giro de forma um pouco mais rápida é focar os seus esforços de marketing em produtos com maior demanda.

Isso porque o capital é composto também por produtos que você tenha no estoque e que consiga transformá-los em dinheiro rapidamente. Por isso, se você conseguir vender aqueles com mais demanda, conseguirá levantar bastante dinheiro em um curto período de tempo.

2. Busque por linhas de crédito do governo para pagar suas obrigações

Atualmente, existem algumas linhas de crédito que o governo disponibilizou para as pequenas, médias e grandes empresas que precisam de recursos para esse momento complicado.

Por isso, analise as condições de pagamento, as taxas de juros e outros elementos para poder pegar o dinheiro e usá-lo de maneira estratégica para a sua empresa.

3. Invista em opções de liquidez diária quando possível

Em momentos de maior estabilidade econômica, uma das estratégias de gestão mais recomendadas é criar uma reserva de emergência financeira para a sua empresa. O objetivo é investir o dinheiro em títulos de Renda Fixa atrelados à inflação e com liquidez diária.

Desse modo, a sua empresa consegue ter uma reserva de emergência quando necessário, sempre com o valor protegido contra a inflação para uso estratégico.

Essas são as principais maneiras de usar e conseguir um bom valor para as suas necessidades em momento de crise, mas também para usos inteligentes, como financiar algum projeto que aumentará o nível da sua empresa.

Agora que você já sabe o que é capital de giro, pode começar a trabalhar com esse conceito na sua gestão empresarial. Se a sua empresa está com dificuldades, pode usar uma das estratégias de curto prazo acima para poder resolver a situação.

No entanto, caso você esteja precisando de ajuda para uma abordagem financeira estratégica, entre em contato com a nossa equipe e descubra como podemos ajudá-lo!

Deixe seu comentário

WhatsApp chat