Como organizar a sua empresa em época de coronavírus

Entenda como organizar sua empresa ao redor do coronavírus

A Organização Mundial de Saúde declarou que o coronavírus é uma pandemia global e, por isso, é necessário adotar alguns cuidados em todos os âmbitos de nossa vida.

No Brasil, já surgiram centenas de casos da Covid-19, doença causada pelo vírus. A situação é tão grave que muitas empresas estão mudando sua lógica de trabalho por causa disso.

Mas e a sua empresa? Como tem sido a preparação para enfrentar o coronavírus? Se você não sabe como organizar o seu negócio ao redor da pandemia, siga a leitura para descobrir.

Avaliando a situação: como o coronavírus pode afetar a sua empresa?

O primeiro ponto essencial para organizar a sua empresa durante a pandemia do coronavírus é entender como o seu negócio é afetado pela situação.

Essa avaliação deve ser feita em dois âmbitos: a saúde dos seus colaboradores e a demanda do seu público.

Comece pela demanda, pois ela ajudará a determinar como melhor cuidar da saúde dos seus funcionários. Há risco do seu negócio perder clientes por causa da Covid-19?

Sim, há. Na verdade, poucos serão os negócios que não sofrerão, mesmo que em menor proporção, com a pandemia. A tendência é que haja uma desaceleração econômica brutal nas próximas semanas por causa disso.

Algumas empresas, claro, sofrerão mais do que outras. Lojas, produtores de eventos, empresas de turismo, casas de show, bares, restaurantes e outros  perderão mais clientes do que negócios de outros segmentos.

Já agências de marketing, de contabilidade, advogados, produtores de conteúdo, jornais e escritórios de TI deverão sofrer um pouco menos a perda de demanda.

Dessa forma, é importante avaliar qual a perspectiva para a sua empresa. Se a perda de demanda for pequena, vale a pena continuar trabalhando, mas com o foco máximo na saúde dos seus colaboradores.

Já se a perda de demanda for muito grande, talvez o melhor seja dar um tempo até a situação se normalizar, mandando todos para casa a fim de descansarem e que permaneçam em isolamento social.

Como manter o ritmo de trabalho com o coronavírus?

A segurança e saúde dos seus colaboradores deve ser o foco essencial da sua atuação profissional durante a pandemia do coronavírus.

Na prática, o papel será criar processos de trabalho em lugares nos quais os seus colaboradores estarão seguros.

Nos casos em que é possível trabalhar em home office (ou seja, seus funcionários trabalham com computadores e podem fazer o serviço pela Internet), adote a prática imediatamente.

Envie seus colaboradores para que eles fiquem em casa e utilize ferramentas como o Skype, Trello, Google Drive e até outras, mesmo que sejam pagas, para organizar o time e gerenciar as tarefas a serem feitas.

Já nos cenários em que não é possível que os seus colaboradores fiquem em casa, é essencial avaliar bem se vale mesmo a pena continuar trabalhando.

Caso continue com as atividades, organize um sistema para garantir a segurança dos funcionários. Isso inclui:

  • ofereça álcool em gel para eles;
  • crie horários para que todos possam lavar as mãos adequadamente;
  • promova a conscientização sobre os bons hábitos para evitar o coronavírus;
  • mantenha cada pessoa a uma distância segura da outra;
  • use equipamentos para medir a temperatura dos colaboradores constantemente;
  • ofereça transporte para minimizar o risco de contágio dos funcionários no metrô ou ônibus.

Quais as perspectivas econômicas dessa pandemia?

Até o momento, não se sabe bem como a pandemia deverá afetar a vida econômica do país. O que é sabido é que a situação deverá ser negativa para as empresas, uma vez que o consumo deverá desacelerar.

No entanto, ainda é cedo para entender um cenário completo da situação. Em países como Portugal, por exemplo, o governo decidiu pagar o salário de funcionários que ficarão em casa e ressarcir pequenos negócios pela perda de demanda.

O mesmo aconteceu na França. Já na China, houve paralisação forçada de trabalho nas fábricas, o que deve ter um impacto brutal na economia.

Aqui no Brasil, ainda não se sabe o que será feito, especialmente porque ainda estamos no começo da situação. 

Pode ser que o governo arque com as perdas financeiras, o que ajudaria o país a recomeçar os trabalhos assim que o pior do coronavírus passar.

Nesse caso, seria interessante deixar sua empresa fechada durante as próximas semanas para ajudar no controle dessa pandemia o mais rapidamente possível.

No entanto, seja como for, tenha em mente que uma situação como a do coronavírus é muito caótica e se propaga de uma forma muito rápida.

Em Portugal, por exemplo, o primeiro caso aconteceu no dia 2 de março. 15 dias depois, houve a primeira morte, mais de 400 casos confirmados e fronteiras fechadas para turistas.

É importantíssimo manter nesse momento uma certa flexibilidade na sua empresa para os piores e melhores casos.

Por isso, planeje pensando sempre no pior para mitigar os riscos, mas trabalhe para que o melhor dos casos seja o que viveremos.

O mais importante, no entanto, é SEMPRE seguir as recomendações do Ministério da Saúde.

E aí, está preocupado com a sua empresa em época de coronavírus? De fato, a perspectiva é que haja alguma perda econômica. No entanto, é possível que, juntos, possamos amenizar os prejuízos.

Lembre-se de curtir nossa página no Facebook para acompanhar novos conteúdos pensados para essa situação!

Deixe seu comentário