5 dicas de contabilidade para corretor de seguros

Conheça dicas de contabilidade para corretor de seguros

A contabilidade para corretor de seguros é uma importante área dessa carreira. Afinal, a maioria dos corretores trabalham como autônomos ou PJs e, por isso, devem cuidar das próprias obrigações contábeis.

No entanto, assumir as tarefas de contabilidade não é algo muito fácil para quem não conhece o assunto profundamente e não é especializado nesse tipo de conteúdo. Quando chega essa hora, o que fazer?

Pensando nisso, selecionamos 5 dicas essenciais de contabilidade para corretor de seguros. Elas ajudarão a deixar a área contábil mais fácil para esse profissional.

1. Regularize sua atuação profissional

Uma das primeiras dicas para a área contábil de um corretor de seguros é regularizar a sua atuação profissional. Muitos trabalham de maneira informal no mercado, o que não é recomendado pela Susep (Superintendência de Seguros Privados).

Esse tipo de ação deixa o profissional vulnerável a uma série de medidas e riscos jurídicos. Portanto, o ideal é fazer a regularização da sua atuação no site da Susep para ficar em dia com suas obrigações.

2. Organize adequadamente as suas finanças

Um dos grandes erros de quem trabalha com a corretagem de seguros, especialmente no modelo de ganhar por comissão, é não organizar adequadamente as suas finanças.

Isso causa uma série de embaraços, desde perder compromissos tributários até não conseguir criar um planejamento para o orçamento da casa ou do seu escritório profissional.

Por isso, o mais indicado para quem trabalha na área é criar um modelo de organização das suas finanças que funcione para você. Se necessário for, use planilhas, softwares e outros elementos que contribuam para deixar suas contas atualizadas e definidas.

3. Escolha o regime tributário adequado para você

Você sabe se é mais vantajoso trabalhar como corretor de seguros autônomo ou com um regime tributário como Simples Nacional, Lucro Real ou Lucro Presumido?

Muitos corretores de seguro atuam como autônomos, o que confere a eles uma carga de impostos muito grande: 27,5%. Mesmo com o direito de abatimento de algumas despesas, é uma carga alta, não é mesmo? Quase um terço da renda mensal.

No entanto, caso os profissionais abram uma empresa e optem pelo sistema de Simples Nacional, a taxa de impostos cai para apenas 6%.

Sobra uma boa quantia para investir em formação e capacitação, marketing para novos clientes ou simplesmente montar um fundo de emergência.

4. Elabore um plano de negócios para sua carreira

Um dos maiores problemas que corretores de seguro enfrentam é não ter um plano de negócios estabelecido para a sua carreira. A problemática acima, sobre o regime tributário, é apenas um exemplo disso.

Como não há o hábito de fazer um planejamento, muitas vezes por causa da característica volátil do setor, os corretores podem ficar em momentos de dificuldade em períodos de menos movimento no mercado.

Por isso, é importante ter um planejamento financeiro cuidadoso e um plano de negócios que permita certa flexibilidade para agir nos piores momentos.

Além disso, é importante que se tenha um plano de carreira que envolva constantes capacitações e especializações para fechar mais negócios. Esses cursos podem ser de técnicas de vendas, treinamentos sobre as particularidades de cada seguro ou mesmo formações de gestão e administração de negócios.

Por fim, é fundamental que o plano de negócios de um corretor de seguros envolva também a sua prospecção de aposentadoria e todos os cuidados contábeis que levam para esse momento.

5. Contrate uma contabilidade para corretor de seguros

Uma das mais importantes dicas de contabilidade para corretor de seguros é contratar a assessoria de alguém especializado, para que possa ajudá-lo a cuidar dos seus compromissos contábeis.

Existem muitas razões para isso, começando pela mais óbvia: uma assessoria especializada garantirá que suas tarefas contábeis sejam realizadas da melhor maneira possível.

Isso significa, por exemplo, menos custos para a sua vida profissional. Além de orientar qual o melhor regime tributário para você, a assessoria evitará que você declare seus impostos de maneira incorreta ou no prazo errado. Isso prevenirá multas ou custos extras.

Além disso, a assessoria de contabilidade para corretor de seguros ajuda a dar mais tranquilidade e paz de espírito ao profissional, que poderá descansar sabendo que suas obrigações fiscais estão sendo cumpridas.

Não poderíamos esquecer de mencionar que contratar uma assessoria de contabilidade para corretores de seguros ajuda a aumentar a produtividade dos profissionais. Isso é verdade! Por exemplo, quantas horas por dia você gasta com o controle das finanças, escrituração contábil ou declaração de impostos?

Imagine quanto você poderia ganhar se estivesse trabalhando nessas horas. Talvez fecharia mais um ou dois planos por semana? Essas horas extras de trabalho gerarão os lucros necessários para pagar a assessoria e ainda sobrará um pouco para você.

Como podemos constatar, a contabilidade para corretor de seguros não é a coisa mais fácil do mundo, mas é possível lidar com ela apenas seguindo as dicas que apresentamos. 

Se você ficou interessado, conheça agora mesmo o nosso pacote de serviços exclusivo para corretores de seguros e descubra como podemos ajudar a sua carreira a decolar!

Deixe seu comentário